Escola Livre de Cinema e Vídeo de Santo André - E.L.C.V.

Projetos

Projeto VivÍncias: Haitianos

(texto por William Hinestrosa)


História


VIVÊNCIAS: HAITIANOS é um conjunto de atividades desenvolvidas pela Escola Livre de Cinema de Santo André por meio de uma integração entre alunos da Turma 7 e um grupo de onze haitianos residentes de Santo André e que fazem parte da associação Comunidade Haitiana Brasil (CHB).

Esse projeto surgiu a partir de um contato da CHB, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Cultura de Paz de Santo André, que propôs realizar uma obra cinematográfica de comédia-drama com o título “Os Lutadores (granadeiros)”, e que ela expressasse os obstáculos vivenciados pelos imigrantes haitianos e suas superações, conforme o objetivo principal apresentado por eles:

“Realçar os obstáculos que enfrentam os haitianos que chegam no Brasil, mostrar pela sua coragem e tenacidade, com a ajuda do governo e principalmente dedicação do município, como eles podem começar a mudar de status (de trabalhador não qualificado para qualificado até especializado).”

Entre os objetivos específicos do grupo, haviam três que chamaram a atenção: “Mostrar ao público que não são todos os haitianos que não são formados”; “Dizer aos haitianos que ainda têm dificuldades que ainda é cedo, pois através da educação tudo pode mudar”; e “Compartilhar a cultura haitiana e um pouco de nossa sabedoria com o povo brasileiro”.

E foram esses três pontos que levaram à concepção de desenvolver um trabalho de vivências, pois por meio delas poderíamos estimular a integração entre alunos e haitianos para que o objetivo principal pudesse ser alcançado. O primeiro aspecto considerado para conceber as vivências foi que a obra cinematográfica conforme o CHB apresentou, demandaria muitos recursos materiais, pessoais e financeiros, além da necessidade de uma elaboração artística mais rigorosa.

Por meio de vivências, podemos aproximar o grupo de haitianos das teorias e práticas cinematográficas através da integração com os alunos, que também estão em processo de formação, e assim desenvolver obras audiovisuais de curta duração capazes de alcançar os objetivos específicos acima. Pois o segundo aspecto relevante é a disponibilidade de horários e dedicação a essas atividades por parte de todos, uma vez que muitos trabalham e estudam durante a semana.

Desejamos que as vivências possam levar o CHB e alunos da ELCV Santo André a uma autonomia de realização cinematográfica e que seus olhares, pensamentos e reflexões sobre suas realidades possam ser expressas e difundidas em obras audiovisuais.

Um terceiro aspecto de significativa importância para a concepção das vivências é a memória. Todos os encontros são gravados, todo o material será devidamente arquivado e uma considerável parte será disponibilizada online na internet. Todo o conteúdo será entregue à prefeitura municipal de Santo André, fará parte do acervo da Escola Livre de Cinema de Santo André, e depositado na Cinemateca Brasileira.

Dessa forma, podemos considerar que VIVÊNCIAS: HAITIANOS também é um projeto de memória dessa imigração recente, cuja compreensão mais ampla teremos ao longo dos anos, porém hoje, toda forma de aproximação com os irmãos haitianos é um ato humanista capaz de fortalecer nossa cidadania.

William Hinestrosa
Coordenador do projeto Vivências: Haitianos

Equipe ELCV Santo André responsável pelo projeto:

Ana Cristina Silva - Encarregada E.L.C.V.
Diaulas Ullysses - Professor E.L.C.V.
William Hinestrosa - Professor E.L.C.V.
Carlos Eduardo Grande - Apoiador E.L.C.V.
 



Atividades
Todas as atividades são abertas para participação livre dos alunos da Turma 7 da ELCV. Em cada atividade haverá divisão de funções conforme a necessidade e disponibilidade de participação.
A proposta é que todos os processos sejam colaborativos.

Nas primeiras realizações audiovisuais das vivências, os alunos assumem funções técnicas e se comprometem a compartilhar seus conhecimentos com os participantes haitianos. A proposta é que ao longo do processo as funções técnicas sejam assumidas também pelos haitianos, conforme o avanço do aprendizado.

Vivências
Encontros mensais para troca de ideias, experiências e debates acerca de cultura e cinema.

Tem início com a exibição de curtas-metragens seguida de um bate papo.

Na sequencia fazemos os encaminhamentos das demais atividades desenvolvidas pelos grupos das vivências.

Web Série “Superação
Baseada em ideia apresentada por Pierre Montalais, narra a história de um casal de haitianos recém chegados ao Brasil que passará por um período de crises e superações para manter a esperança de seguir tocando suas vidas.

A proposta é que cada episódio seja lançado quinzenalmente a partir do dia 31 de julho de 2015.

Cada episódio terá a duração de aproximadamente 5 minutos.

A divisão de funções técnicas abaixo visa principalmente a uma adequada organização do set de gravação:

Direção: Cris Roppa
Assistentes de Direção: Demetrius Balbachan, Loide Almeida
Produção: Loide Almeida
Assistentes de Produção: Cynthia Andrade, Debora Gradischnig.
Dir. Fotografia: André Anízio
Som Direto e Assistente de Fotografia: Debora Gradischnig, Othon Diego
Direção de Arte: Adriana Gaeta Braga, Cynthia Andrade
Preparação de elenco: Adriana Gaeta Braga
Roteiro e Edição: Coletiva entre haitianos e alunos.
Finalização: Carlos Eduardo Grande
Elenco principal: Kidnyjm Gerisma e Pierre Montalais.

Próxima produção - roteiro
A próxima produção audiovisual das Vivências será um curta-metragem baseado em ideia apresentada por Winzor Doricent. Ela será realizada após a finalização da web serie.

O argumento é sobre dois amigos que estão num bar, um deles conta vantagens de como ele manda mais em casa do que a esposa, em paralelo revela-se que na verdade ele é bem mais submisso à esposa do que parece. Ao final há uma confusão com o barman, pois os amigos acreditam que o funcionário do bar não os entende.

Esse argumento surgiu a partir de uma observação de Winzor sobre o papel das mulheres no Brasil, que são mais incisivas do que no Haiti.

A proposta é desenvolvermos o roteiro desse curta a partir desse argumento, será um processo de elaboração de roteiro e aprimoramento da ideia inicial.


 


Como a E.L.C.V. de Santo André veio a atuar juntos aos Haitianos e à Secretaria de Direitos Humanos e Cultura de Paz (texto por Carlos Eduardo Grande)


No dia 07 de março de 2015 foi realizada a exibição do filme A vizinhança do tigre dentro do Cineclube da E.L.C.V. de Santo André que na ocasião foi ponto exibidor da 9° Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul.

Neste dia assistiu a sessão do filme Márcia Mazieiro, Assistente de Direção do departamento de Humanidades da Secretaria de Direitos Humanos e Cultura da Paz da Prefeitura de Santo André.

Ao final do filme ela, Márcia Mazieiro conversou com Ana Cristina da Silva, encarregada da E.L.C.V. de Santo André, sobre a questão dos direitos humanos e a possibilidade de efetuarem um trabalho em conjunto entre a Secretaria de Direitos Humanos e Cultura da Paz e a escola de cinema em projeto que envolveria Haitianos residentes na cidade de Santo André.

A semente deste belo projeto foi lançada neste dia.

Ambas voltaram a seus afazeres diários com a idéia em mente.

Em outra situação que aconteceu algumas semanas depois, Ana Cristina da Silva, após sair da apresentação da Orquestra de Santo André em apresentação com Alaíde Costa e Carmen Monarcha, realizada no Clube 1º de Maio na cidade de Santo André, encontrou o Secretário Adjunto da Secretaria de Cultura e Turismo, o Sr. Admir Rodrigues e ambos conversaram sobre a idéia nascida da conversa ocorrida durante a apresentação do cineclube da escola.

Desta conversa houve um encontro na secretaria que resultou em primeira reunião realizada no dia 05 de maio de 2015 na sede da escola de cinema no Parque Antônio Pezzolo, Chácara Pignatari, onde participaram pela Secretaria de Direitos Humanos e Cultura da Paz a Diretora do Departamento de Humanidades,  Sra. Maria Ferreira de Souza - Loló, a Assistente de Direção do Departamento de Humanidades, Márcia Mazieiro, por parte da Secretaria de Cultura e Turismo o Secretário Adjunto, Sr. Admir Rodrigues, a Encarregada da E.L.C.V. de Santo André, Ana Cristina da Silva, o Professor de Narrativas para Curta Metragem da E.L.C.V. de Santo André, William Histrosa (que também batizou este projeto, Vivências: Haitianos), e membros da CHB- Associação Comunidade Haitiana Brasil e a Escola Livre de Cinema.

Esta reunião foi para definição do projeto em si, do que todos poderiam fazer e como construiriam a idéia e sua implementação juntos.

Em nova reunião realizada no dia 12 de maio de 2015 foi realizada nova reunião com a presença de Diretora do Departamento de Humanidades - Loló e a Assistente de Direção do Departamento de Humanidades, Márcia Mazieiro,  o Secretário Adjunto da Secretaria. de Cultura e Turismo, a Encarregada da E.L.C.V. de Santo André, Ana Cristina da Silva, o Professor de Narrativas para Curta Metragem, William Histrosa, nesta reunião atuando como orientador e coordenador do projeto e membros Associação Comunidade Haitiana Brasil.

O projeto estava finalmente definido.

Em 23 de maio de 2015 houve reunião onde participaram a Assistente de Direção do Departamento de Humanidades, Márcia Mazieiro, a Encarregada da E.L.C.V. de Santo André, Ana Cristina da Silva, o Professor de Narrativas para Curta Metragem, William Histrosa, nesta reunião atuando como orientador e coordenador do projeto, alunos da Turma 7 da E.L.C.V. de Santo André, Cris Roppa, Adriana Gaeta Braga, Loide Almeida, Andre Anizio, Jamaika Santarém, Janaina Marton, Demétrius Balbachan, Débora Gradischnig  e membros Associação Comunidade Haitiana Brasil, Pierre Montalais, Kidnyjm Gerisma, Marturin Vilcin e Loramene Moise.

Foram definidos os temas e dias das gravações e a função de cada um dentro deste projeto empolgante, para dizer o mínio e que resultou nas produções que você encontra na página de Vídeos deste site, clique aqui e veja.

A E.L.C.V. de Santo André, através de sua encarregada, Ana Cristina da Silva, agradece a todos envolvidos que muito se empenharam para que toda esta história acontecesse e esta história se incorporasse à própria história da cidade de Santo André.

Texto por Carlos Eduardo Grande.


 


Informações adicionais:


http://elcv.art.br/santoandre/projetos_detalhe.php?id_sub=68
http://elcv.art.br/santoandre/nttnws_detalhe.php?id_sub=34
http://elcv.art.br/santoandre/videos_rel.php?id=119
http://elcv.art.br/santoandre/artigos_detalhe.php?id_sub=18


Projetos derivados do Vivências: Haitianos:
- Projeto: Aulas de Idiomas - http://elcv.art.br/santoandre/projetos_detalhe.php?id_sub=71



 

ELCV - Escola Livre de Cinema e Vídeo de Santo André
Avenida Utinga, 136 - Parque Antonio Pezzolo (Chácara Pignatari)
Bairro Vila Metalúrgica - Santo André - SP - Cep 09220-610
11 4461.2081 / 4461.4181
contato@elcv.art.br - www.elcv.art.br